segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Leilão de 4G deverá acontecer em abril ou maio de 2014, diz Anatel...

O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), João Batista de Rezende, anunciou nesta segunda-feira (19) que o próximo leilão de banda larga móvel 4G - na faixa de frequência de 700 megahertz - deverá acontecer em abril ou maio de 2014. Ele participa de workshop sobre conectividade no Rio. Em evento na Associação Comercial do Rio de Janeiro, ele disse ainda que até dezembro de 2013 as cidades-sede de jogos da Copa do Mundo terão que estar com a rede 4G atual - na faixa de 2,5 gigahertz - instalada.

Na quinta-feira (15), levantamento da Anatel mostrou que as metas de qualidade da internet móvel são cumpridas pelas quatro grandes operadoras de telefonia celular (Oi, TIM, Vivo e Claro) em apenas três capitais do país - Campo Grande (MS), Cuiabá (MT) e Maceió (AL).

De acordo com o documento, nas outras 23 capitais, além do Distrito Federal, pelo menos uma das quatro grandes empresas do setor foi reprovada em um dos critérios de avaliação utilizados pela agência (taxa de sucesso na conexão com a internet e taxa de queda das conexões).

A situação é pior nas duas maiores cidades do país, São Paulo e Rio de Janeiro. Na primeira, todas as operadoras descumpriram as duas metas de qualidade. Na segunda, nenhuma cumpre a meta de sucesso nas conexões.

Os números são de abril de 2013 e se referem tanto às conexões de terceira (3G) quanto de segunda geração (2G). Para ser aprovada, a operadora precisa apresentar sucesso em pelo menos 98% das tentativas de conexão feitas pelos clientes e taxa de queda de conexão não superior a 2%.

Cobertura de 3G e 4G pode ser antecipada

O presidente da Anatel disse ainda que há estudos para tentar antecipar a meta de massificação do 3G e do 4G. O plano original é completar a cobertura de 3G no país até 2017, e de 4G até 2019.
"Vamos ver se é possível, depois de cálculos financeiros e obrigações de investimentos, antecipar a massificação do 3G para 2015 ou 216 e do 4G para 2018", disse.

Para ele, o leilão do 4G na frequência de 700 MH é estratégica para expandir a rede de fibra ótica de alta qualidade para 95% dos municípios brasileiros. O investimento em fibra ótica faz parte das obrigações das empresas vencedoras do leilão.

Orelhões wi-fi

A Anatel inicia ainda em 2013 estudos para instalação de orelhões wi-fi. Segundo Rezende, existem no país 1 milhões de orelhões, muitos subutilizados. A ideia é desativar 400 mil e modernizar os demais 600 mil, mantendo, em princípio, metade deles no formato tradicional e a outra oferecendo serviço de wi-fi. Rezende disse que a consulta pública será em março de 2014 e os novos orelhões entrarão em operação em 2015 ou 2016, na renovação contratual com as concessionárias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário