quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Caos nos aeroportos de novo!

Este ano, as negociações entre patrões e empregados começaram há exatos 60 dias, mas até agora não houve acordo. A data-base da categoria é dia primeiro de dezembro. Originalmente, os trabalhadores reivindicavam aumento salarial de 13% e reajuste de 20% sobre o piso. Depois, flexibilizaram a proposta para 10% e 14%, respectivamente. O Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (Snea) oferece 3% sobre os salários e 6% de reajuste sobre o piso (percentual equivalente ao acumulado em 12 meses encerrados em novembro pelo INPC).

Se não houver acordo, aeronautas (tripulação) e aeroviários (pessoal que trabalha em terra) programam entrar em greve em 22 de dezembro. Até lá, manifestações nos principais aeroportos do país continuarão a ser feitas, com o objetivo de chamar a atenção dos usuários para o impasse. Nesta quinta-feira, foram feitos protestos no Santos Dumont e em Congonhas (SP), organizados pela FNTTA. Os sindicalistas distribuíram uma carta aberta aos passageiros informando-os da possibilidade de paralisação.

Também está ocorrendo neste momento uma reunião entre o Sindicato Nacional dos Aeroviários (SNA), ligado à CUT, e o Snea, no Rio, para mais uma vez debater a proposta de reajuste salarial. Amanhã, será a vez de representantes da FNTTA se reunirem com o Snea. As duas centrais sindicais estão rachadas e tentam negociar paralelamente com os patrões. Também amanhã estão previstas assembleias dos aeronautas em várias cidades do país para ratificar o dia da greve.

Nenhum comentário:

Postar um comentário